‘Época’ e ‘Veja’ entre facciosismo e demonização

Por Mauro Malin

As duas revistas semanais brasileiras com maior circulação – Veja (13/3) e Época (11/3) – coincidiram em dedicar a capa ao antichavismo, embora se trate de reportagens diferentes. Na Veja, insulto, desprezo, panfletarismo truculento (“Chávez, a herança sombria”; “A maldição da múmia”). Na Época, um tom mais comedido, apuração menos superficial, embora o título da reportagem, no interior da revista, seja uma patacoada verbal metafórica: “À sombra de um corpo embalsamado”.

aqui

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Luiz 20 de Abril de 2013 16:17

    Sacanagem da Veja com o Chavez. É recalque…
    A herança que ele deixa para a Venezuela é de incomensurável progresso, prosperiadade e um pouco de “regulação” da mídia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP