“Magnifica notícia para quem ama a Literatura sem fronteiras”

Por Osvaldo Silvestre
NO PÚBLICO

“A atribuição do Prémio Camões a Manuel António Pina é a melhor notícia possível num panorama nacional de notícias péssimas. É, sobretudo, uma magnífica notícia para quem ama a Literatura sem fronteiras nem preconceitos.

Pina não é só um poeta notável – em rigor, o único poeta contemporâneo convictamente pós-pessoano, quer dizer, cuja poesia não é concebível fora da metafísica poética legada por Fernando Pessoa – como é também o maior autor da nossa literatura infantil e juvenil, uma zona da expressão literária que sempre praticou com a maior liberdade e sem grandes contemplações por aquilo que as crianças são ou deveriam ser.

Num sentido profundo, Pina é o inventor de uma literatura infantil portuguesa inspirada na lição maior de Lewis Carroll e Milne: a lição do nonsense, do nominalismo, da recusa em saber o que seja exactamente a infância.

O primeiro [livro infantil]de Pina, “O País das Pessoas de Pernas para o Ar”, antecede alguns meses o seu primeiro livro de versos, e esta continuidade agrada-me como leitor para o qual a paixão literária não conhece compartimentos ou prioridades.

Se somarmos a isto a arte maior do cronista e ainda a do conversador-conferencista de recursos inesgotáveis, creio que dificilmente o Prémio Camões poderia ter sido melhor entregue.

Os meus parabéns à clarividência do júri.”

Osvaldo Silvestre, ensaísta com obra publicada sobre Manuel António Pina

*********

DO EDITOR
Entrevista e dois poemas de Manuel Pina: aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo