10 mil pessoas no Mada

Não tem jeito: a chuva persegue o Mada. E na entrevista mais abaixo o produtor do festival, Jomardo Jomas brincou que o Mada traria a chuva para outubro. Dito e feito. Tudo bem, foram alguns chuviscos para refrescar a alma já alimentada de música. Ainda assim, segundo a organização do evento, mais de 10 mil pessoas compareceram. Pensei que fossem menos pela quantidade de gente no show de Lenine, na UFRN.

No backstage, Marcelo D2 – uma das atrações de ontem – concedeu entrevista coletiva e disse: “Em Natal os shows sempre são muito especiais. São poucos os lugares do mundo que você pode cantar de frente para o mar em uma noite bonita como esta”. O artista ainda falou ter gostado da primeira banda da noite (Carcará na Viagem) e de Mc Priguissa.

Para hoje: Pitty (BA), a Nação Zumbi em show inédito “Da Lama ao Caos Faixa a faixa”, um tributo ao primeiro disco que desencadeou o movimento Manguebeat; e ainda Ana Cañas (SP), Copacabana Club (SP), Lenzi Brothers (SC), Sonic Jr (AL), Tricor (RN), Ganeshas (RJ) e Nublado (PB), afora as atrações da tenda eletrônica.

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo