10 sugestões para uma Reforma Política de verdade

A Reforma Política realmente necessária é utopia. No máximo, vem aí um plebiscito politiqueiro para constar no currículo da presida reeleita, potencializar a situação do partido na próxima eleição e abafar a revolta da metade sulista do país e um percentual mínimo da esquerda letrada, ainda esperançosa com o governo de “novas ideias”. Fosse quem fosse eleito, a reforma política ideal e desejada pela população nunca sairia da página dos anseios. Mas vamos sugerir algumas ideias:

1) Fim do Senado
Reforma de vergonha começaria por extinguir o Senado, inútil sob o aspecto sócio-político-econômico; um antro para reunir parlamentares aposentados viciados em negociatas corruptas em verdadeiras feiras livres de partidos e disputas por espaços e poder.

2) Fim dos partidos nanicos
Outro absurdo singular do Brasil engolida pelo auspício da democracia sempre permissiva: 28 partidos na Câmara e 18 no Senado! Alguns tão nanicos vendem quatro segundos no tempo eleitoral da TV por uma ceia de natal mais gorda. Eles representam quem? A maioria pobre? Na maior democracia mundial, os EUA, há Republicanos e Democratas, tão somente.

3) Fim da reeleição
Justiça social, sustentabilidade econômica e ambiental, combate à corrupção? Não, o verdadeiro desejo e único fim de toda a manobra política para aprovação de projetos e negociações partidárias é a reeleição. Portanto, este câncer precisa ser extirpado.

4) Fim do financiamento de campanha
Para eleição ou reeleição, partidos vendem alma ao diabo. E o diabo cobra caro. Dessa forma, a iniciativa privada ganha privilégios, banqueiros ficam mais ricos e bilhões são despejados em campanhas políticas para candidatos jorrarem mentiras e santinhos pelas ruas.

5) Salários condicionados ao “mínimo”
Que tal cortar metade do salário dos políticos e todos os auxílios absurdos e condicionar o aumento dos seus proventos e a volta dos benefícios ao Salário Mínimo? Assim, se político ganhar privilégios, o povo que ele representa também ganha.

6) Rede pública aos políticos
Político preocupado com o bem social votaria uma reforma política que obrigasse todo e qualquer parlamentar a matricular filhos nas redes de saúde e de ensino públicos. De certo, esses dois vetores tão aclamados em campanha receberiam mais atenção.

7) Expediente normal
Político cumpre expediente de terça a quinta-feira – quando vão! Defende que precisa de tempo para conhecer de perto os problemas da comunidade. Que seja, pois, folga para visitas comprovadas e justificadas. E corte no salário para faltas no expediente, como todo trabalhador.

8) Fim da imunidade parlamentar
Qual argumento sustenta a imunidade parlamentar, quando deveria receber punidade exemplar? Sim, os crimes praticados por um representante popular eleito deveria receber aumento de pena. Que se tenha, pelo menos, então, o fim dessa barbárie contra a inteligência do povo.

9) Fim da Alvorada
Que o presidente ou governadores eleitos procurem um teto próprio para morar, nem que seja pelo Minha Casa Minha Vida. Palácio da Alvorada poderia, no máximo, se manter como atração turística para render receita em benefício ao povo, e não ser sustentada pelo povo.

10) Fim do deputado Tiririca
Parece lógico que quem tem mais voto se elege. Aqui no Brasil, não. Há o coeficiente eleitoral. E um palhaço como Tiririca arrasta uma dezena de outros parlamentares sem voto ou representatividade. Se o povo vota errado, que seja representado pelo voto errado, e não pelo erro do erro.

Achou exagero essas dez sugestões? Confira como vivem os políticos em um dos países com melhor qualidade de vida do planeta:

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article
  1. julcemar rampeloti 20 de Agosto de 2017 13:58

    Minha sugestão de reforma politica
    PEC POPULAR REFOMA POLITICA
    1- DOS CARGOS
    PRESIDENTE
    01 SENADOR POR ESTADO
    01 DEPUTADOR FEDERAL POR ESTADO E MAIS UM A CADA 1 MILHÃO DE VOTOS VÁLIDOS NOS ESTADOS, TEM QUE ATINGIR 2 MILHOES DE VOTOS VÁLIDOS NO TOTAL PARA ELEGER O SEGUNDO DEPUTADO FEDERAL.
    01 GOVERNADOR
    01 DEPUTADO ESTADUAL A CADA 500 MIL VOTOS VÁLIDOS, SENDO NO MINIMO CINCO E NO MÁXIMO 20
    01 PREFEITO
    01 VEREADOR A CADA 20 MIL VOTOS VÁLIDOS, SENDO NO MINIMO CINCO E NO MÁXIMO 20
    SEMPRE OS MAIS VOTADOS PARA TODOS OS CARGOS

    2 – DOS SALARIOS NO MÁXIMO, JÁ INCLUIDO TODAS AS VERBAS DE GABINETE, AUXILIARES, VIAGENS, AUXILIOS ETC. ESSE E O VALOR MÁXIMO DE CUSTO DE

    PRESIDENTE 30 SALARIOS MINIMOS
    SENADORES 25 SALARIOS MINIMOS
    DEPUTADO FEDERAL 20 SALARIOS MINIMOS
    GOVERNADORES 20 SALARIOS MINIMOS
    DEPUTADO ESTADUAL 18 SALARIOS MÍNIMOS
    PREFEITOS 15 SALARIOS MINIMOS
    VEREADORES COM MUNICIPIOS ACIMA DE 10 MIL ELEITORES 10 SALARIOS MINIMOS
    VEREADORES COM MENOS DE 10 MIL ELEITORES NÃO PODERAO TER SALARIOS, AJUDAS DE CUSTOS, AUXILIARES, ETC

    3 – DA MANUTENÇÃO DOS PARTIDOS:
    OS POLITICOS DESCONTARÃO 10 POR CENTO DOS SEUS SALARIOS PARA O FUNDO SEU FUNDO PARTIDARIO.
    FICA EXTINTO OS FUNDOS PARTIDARIOS.
    ASSIM REDUZIREMOS O NUMERO DE POLITICOS E OS SEUS GASTOS. COLOQUEM EM VOTAÇÃO: EU VOTO ASSIM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP