30 anos em movimento

Ednardo volta a São Paulo depois de nove anos para lançar livro e CD duplo que marcam as três décadas da Massafeira.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. carito 14 de agosto de 2011 1:52

    Ednardo, bardo, ardo! Há muito esse cidadão era instigado, e agora, flora, meu sertão florido…

    Ah! Ednardo…

    “Se eu pudesse pensar em ti
    sem vontade de querer chorar
    sem pensar em querer morrer,
    sem pensar em querer voltar

    Essa dor que eu sinto agora
    é uma dor que não tem nome
    e meu peito devora e come
    e fere e maltrata sem matar

    No roçado do meu coração
    há um tempo de plantar saudades
    há um tempo de colher lembranças,
    prá depois com o tempo chorar

    Flora meu sertão florido
    aflora o meu peito só
    teu amor é um fogo,é um fogo,é um fogo,é um fogo
    dos meus olhos tição”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo