4 filmes

Cena de Mãe, do diretor coreano Bong Joon-Ho

Vi poucos filmes nos últimos meses do ano passado e estou procurando compensar agora. Em parte porque a qualidade da programação nos cinemas de Natal caiu e também porque não chegaram muitos bons filmes nas locadoras. A opção, então, era recorrer aos piratas da 7ª Arte, mas mesmo lá não estavam expostas muitas novidades. E sempre com um grau razoável de incerteza quanto à qualidade dos filmes.

Com o final do ano, foram lançadas as listas de melhores filmes e isso facilitou a nossa vida porque é só anotar e pedir a cópia pirata. É o que estou fazendo agora, com força. Essas seleções servem-me como bússolas.

Na última semana vi mais quatro filmes, todos excelentes: Vencer, de Marco Bellocchio, Eu Matei Minha Mãe, de Xavier Dolan, Mãe, de Bong Joon-Ho, e Baba Aziz – O Príncipe que Contemplava sua Alma, de Nacer Khemir. Este último encerra a “trilogia do deserto”, do diretor, que inclui Andarilhos do Deserto e O Colar Perdido e não está incluído na lista dos críticos cariocas.

Para pedir as cópias pautei-me na seleção de melhores de 2010 feitas pelos críticos do RJ e que publiquei aqui outro dia (aqui).

Da lista dos dez melhores de 2010 falta assistir apenas o último (Kick-Ass – Quebrando Tudo, de Matthew Vaughn), que já está comigo e que verei no decorrer desta semana. Mas não limito-me à lista final dos críticos, estou ligado nas listas feitas por cada crítico, que oferecem boas indicações e até nas indicações do pessoal da 7ª Arte, que me fez comprar Amantes Imaginários, do mesmo diretor de Eu Matei a Minha Mãe.

Até agora, a única cópia que veio com problema (em alguns momentos do filme o áudio some) foi Vencer, mas isso não impediu-me de ir até o fim. De qualquer forma, vou pedir para trocar por outra, para ver  que acontece. TC

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × um =

ao topo