4 jovens escritores potiguares para você conhecer, ler e curtir

PERFIL – AURELIANO MEDEIROS
aurelianoAureliano Medeiros tem apenas 24 anos, é jornalista recém-formado, nunca plantou uma árvore, tem dois fanzines publicados pela Editora Tribo, onde é editor e ilustrador, e um romance pronto para ser publicado em breve. Se chamará Madame Xanadu. Conta a história de uma drag queen deprimida com pensamentos suicidas em seu último dia de existência. Demorou um ano de processo criativo e estruturação da história e dois meses de mão na massa. Nos intervalos, Aureliano bebia cerveja e produzia ilustrações.

PERFIL – REGINA AZEVEDO
reginaRegina Azevedo é a caçula dos escritores caçulas. Tem 14 anos, lê perigosamente Bukowski, Daniel Minchoni e Chacal. Já publicou o livro de poesia ‘Das vezes que morri em você’ (Jovens Escribas) e os fanzines ‘Carne viva o amor estanca’ (Editora Tribo) e ‘O amor é simples’ (independente). Regina adora viajar e ver o mar. Talvez por isso seu recente livro de poemas se chame ‘Por isso eu amo em azul intenso’, lançado agora em março pelos Jovens Escribas. A jovem escritora também gosta quando passa nas provas de química, mas geralmente não obtém sucesso.

PERFIL – DANIEL LIBERALINO
daniel9Aureliano Medeiros tem apenas 24 anos, é jornalista recém-formado, nunca plantou uma árvore, tem dois fanzines publicados pela Editora Tribo, onde é editor e ilustrador, e um romance pronto para ser publicado no próximo fevereiro. Se chamará Madame Xanadu. Conta a história de uma drag queen deprimida com pensamentos suicidas em seu último dia de existência. Demorou um ano de processo criativo e estruturação da história e dois meses de mão na massa. Nos intervalos, Aureliano bebia cerveja e produzia ilustrações.

PERFIL – LUIZA DE SOUZA
226_3“Contos rabiscados para corações maltrapilhos” quase tomou uma linha deste perfil e tomou de assalto muitos leitores deste conto de estreia da ilustradora e quadrinista Luzia de Souza, de 22 anos. No prelo e pronto para lançamento este ano está o livro de colorir ‘Mainha, eu quero viajar’, entre outros projetos voltados ao público infantil. Cores, desenho, ilustrações e assistir séries de TV. Essa é a graça de Luzia, seja no trabalho ou no lazer, tendo como sombra as obras de Clara Averbuck e os contos de Gabriel Garcia Marques e Bryan O’Malley.

Adendo: Gente, vi agora que o perfil do Daniel Liberalino saiu errado aí. Conserto em breve! Preciso ver onde está. Sem tempo agora. Até!

Comentários

Há 4 comentários para esta postagem
  1. Alex de Souza 20 de março de 2015 14:24

    Como é que uma porra de um colaborador faz pra postar um artigo nesta bodega? Já rodei o site todinho e não encontro.

  2. Alex de Souza 20 de março de 2015 14:06

    O que me causou estranheza: Aureliano, com dois zines e nenhum livro publicado, tá com essa bola toda? 'Contos Rabiscados e Corações Maltrapilhos' é, na verdade, uma graphic novel, ou um álbum em quadrinhos, pra usar um termo menos afrescalhado. E quadrinhos não são literatura. E um comentário: Daniel Liberalino é, de longe, o melhor ficcionista da nossa geração, que já tem um nome de peso como Pablo Capistrano, por exemplo.

    • Sergio Vilar 20 de março de 2015 11:13

      Não com a bola toda, mas acho que são promissores. O Daniel Liberalino acho mesmo que está com essa bola toda, apesar do único livro de contos. Particularmente gosto mais da literatura dele do que a do nobre Pablo.

  3. Anchieta Rolim 20 de março de 2015 9:58

    SP, o perfil de Daniel Liberalino e Aureliano Medeiros, estão com o mesmo texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo