A borboleta desastrada e o papagaio de pirata

Por Astrogildo Cruz

Vocês viram a entrevista da prefeita Micarla na InterTV Cabugi, hoje (quarta-feira) pela manhã? Aliás, chamar aquilo de entrevista é um eufemismo, pois parecia mais uma levantada de bola, algo arranjado para que a borboletinha pudesse tentar se explicar, melhor dizendo, tentar enrolar os incautos, no melhor estilo do finado, picareta e pai, Carlos Alberto.

Ontem pela manhã, a borboleta desastrada demitiu no ar o secretário Renato Fernandes e o acusou de tê-la traído na sua ausência, já que ela nada sabia sobre o aumento das passagens de ônibus. O secretário botou a boca no trombone e, hoje, Micarla mudou a história: na verdade, ela disse, desde junho que vinha conversando com os dois sindicatos patronais sobre o assunto.

Pega na mentira, a borboleta conseguiu um generoso espaço no Bom Dia RN para se explicar e, para tanto, contou com a colaboração da entrevistadora Michele Rincon que, parecendo que estava fazendo uma entrevista sobre receita de bolo ou modelo de vestido, limitou-se a ler as perguntas teleguiadas, não fez qualquer contraponto às declarações da prefeita e nem sequer teve a ousadia de dizer que as dezenas de secretários demitidos em menos de dois anos de gestão foram admitidos por Micarla, ou seja, no mínimo ela é um desastre na escolha dos seus secretários.

De uma cabeça-oca como Micarla não se pode esperar muita coisa, mas dá pena ver o ridículo papel de papagaio de pirata que Kalazans tem desempenhado no secretariado da Prefeitura de Natal. Conheci Kalazans em campanhas eleitorais de outrora e sei que ele é inteligente e bem intencionado, mas está jogando na lata do lixo a boa imagem que construiu nos movimentos sociais e na causa ambiental.

Sai daí, kalazans!

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 9 =

ao topo