A Canção do Outono de Verlaine e o Dia D

Um dos poemas mais famosos foi escrito pelo poeta Frances Paul Verlaine e serviu de senha para o desembarque na França no Dia que completa 70 anos. A BBC de Londres utilizou esse poema para informar do desembarque no dia 06 de Junho, na Mormandia – norte da França. Leia aqui a minha tradução:

Canção de Outono
trad. João da Mata

Os agudos sons
de violinos
outonais
entorpecem
minh´alma
de
vivos ais
A lembrança
Esquálida quando
Ouvia
Indo e vindo
O peito
ardia
E assim a esmo
Bêbado caminha
Quem importa
Plátano
De caídas folhas
mortas

Chanson d’automne
Paul Verlaine

Les sanglots longs
Des violons
De l’automne
Blessent mon coeur
D’une langueur
Monotone.
Tout suffocant
Et blême, quand
Sonne l’heure,
Je me souviens
Des jours anciens
Et je pleure.
Et je m’en vais
Au vent mauvais
Qui m’emporte
Deçà, delà,
Pareil à la
Feuille morte.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo