A censura ao “Serbian Film” é imoral

Por Ricardo Calil

Você gostaria de viver em um país onde é proibido assistir a “M – O Vampiro de Dusseldorf”, de Fritz Lang, “Lolita”, de Stanley Kubrick, ou “Morte em Veneza”, de Luchino Visconti? Essa é fácil: pouca gente, em sã consciência, iria contra essas reconhecidas obras-primas do cinema, dirigidas por gênios da sétima arte, mesmo sabendo que elas contém cenas com algum grau de pedofilia.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo