A desolação

Estive hoje à tarde lá no local onde funcionou o Cata Livros. Deixei uns livros na Cigarreira Tropical, que fica vizinho. Autores brasileiros e estrangeiros, alguns até ainda pensava em reler, mas isso agora fica em segundo plano. Uma desolação só. Saí de lá meio deprimido. Gostaria de ter encontrado Jácio ou Vera, para me solidarizar pessoalmente com eles. Mas, tudo bem. Depois eu passo lá no sebo da Salgado Filho.

O importante é que muitas pessoas estão dando uma força. O pessoal da área de música vai organizar um show para arrecadar dinheiro. Além da perda total do acerto e equipamentos, o prédio precisar ser reconstruído. Um desastre de cortar o coração. Mais uma vez reforço o pedido de ajuda ao casal, que tem um inestimável trabalho na área literária em Natal. (TC)

As fotos abaixo tirei com o meu celular, então, a qualidade não é lá essas coisas.

Comentários

Há 7 comentários para esta postagem
  1. Denise Araújo 20 de fevereiro de 2011 17:58

    Obrigado, Tácito. Como não poderei doar livros por hora, farei campanha com quem eu conversar para ver se consigo alguns e quero ser mantida a par de espetáculos ou quaisquer outros eventos beneficentes em prol do Cata Livros.
    Abraços,
    Denise

  2. DENISE 20 de fevereiro de 2011 6:50

    Tácito, visitando atrasadamente o SPlural de dias atrás, encontrei este post. Como dia desses precisei dar todos os livros de que não precisava ou mesmo muitos outros, pelo meu espaço ser pequeno, gostaria que você nos deixasse a par de todas as iniciativas que serão tomadas para que possamos colaborar, visto que livros eu não poderei mais doar.
    Esta notícia é mais do que triste. Velo sempre que alguma livraria ou algum sebo daqui fecha. Nestas condições então, faltam até as palavras. Talvez a que você usou para o título do post seja mesmo a mais apropriada.

    Abraço,
    Denise Araújo Correia

    • Tácito Costa 20 de fevereiro de 2011 9:04

      Denise, sentimos sua falta por aqui. Lá na Xavier da Silveira, vizinho ao sebo tem a cigarreira Tropical, onde você poderá fazer doação de algum livro. Tem ainda o sebo de Jácio e Vera no Mercado de Petrópolis, que recebe também as doações. Manterei você informada se souber de mais alguma coisa. Abç.

  3. Lívio Oliveira 18 de fevereiro de 2011 10:38

    É bom que todos os que têm compromisso com a cultura façam sua parte. Fiz e estou fazendo a minha, com a consciência mais do que leve.

    Mas, gostaria muito de ver os intelectuais da cidade saírem do “logos” para a “práxis”.

    E isso não é atitude de “cobrador”.

  4. Fernando Monteiro 18 de fevereiro de 2011 9:51

    Tácito:

    Aqui no Recife — não exatamente vizinho de Natal — as suas imagens reforçaram em mim a atitude, imediata, de ajuda ao Sebo Catalivros.
    Espero que os bibliófilos, intelectuais e amigos da Cultura aí, na terra de Câmara Cascudo, passem das palavras para a ação, conforme você e eu passamos.
    Às vezes, tanto aí como aqui, fica tudo apenas no plano retórico e das (chamadas) boas intenções etc etc…

  5. Anne Guimarães 18 de fevereiro de 2011 8:19

    Que triste isso…
    Faço das palavras de Lívio as minhas.
    Solidariedade é fundamental agora.
    Valeu,Tácito!!

  6. Lívio Oliveira 18 de fevereiro de 2011 6:36

    Tácito, caríssimo, é por causa de atitudes e iniciativas como essa sua de colaborar e prestar solidariedade a quem precisa (as pessoas e a cultura, no caso), pondo o SPlural à disposição, que você tem o sucesso que tem.

    Parabéns! Parabéns, mil vezes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo