A fila do Paulo

Caro Laurence:

O problema de Paulo (e sua fila) é a qualidade do produto – Salinger é melhor. Sim, é bom que escritores vivam do que escrevem. Será melhor quando bons escritores viverem do que escreverem – temos alguns casos nacionais escandalosos, como Cruz e Souza, Lima Barreto, Clarice Lispector, Orides Fontela e tantos mais.

Meu comentário foi sobre prioridades nos critérios. Em relação a Salinger, eu priorizo destacar o patamar literário que ele alcançou – em meu entendimento, bom. Se for para dar uma força no volume de vendas, a discussão será outra, tanto nos EEUU quanto entre nós. Suponho que J. G. de Araújo Jorge, Cassandra Rios e José Mauro Vasconcelos, noutras décadas viveram do que vendiam sem que isso os transformasse em bons escritores, não é?

Abraços afetuosos:

Nasci em Natal (1950). Vivo em São Paulo desde 1970. Estudei História e Artes Visuais. Escrevo sobre História (Imprensa, Artes Visuais, Cinema Literatura, Ensino). Traduzo poemas e letras de canções (do inglês e do francês). Publiquei lvros pelas editoras Brasiliense, Marco Zero, Papirus, Paz e Terra, Perspectiva, EDUFRN e EDUFRJ. Canto música popular. Nado e malho [ Ver todos os artigos ]

ao topo