A lógica da Veja

A revista Veja extrapolou os limites do ridículo. Em que ano eles acham que estão? A matéria “O grande imitador” começa assim:

“Como se sabe, a forma mais sincera de elogio é a imitação. Uma pesquisa fotográfica mostra que, por esse prisma, Lula é um elogio itinerante ao ditador Fidel Castro, sucessor do ditador Fulgencio Batista em Cuba”.

Publica, então, uma galeria de fotos de Lula e Fidel em poses absolutamente comuns, para dizer que um é imitação do outro.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Tácito Costa 31 de outubro de 2010 11:38

    Sensacional a montagem da leitora. Expõe a canalhice da Veja. Dizer ridículo é pouco para a presepada feita pela revista. E ainda vem a onbudsman da FSP, na edição de hoje (tá no Nassif) reclamar da ira dos leitores com a linha editorial do jornal e da imprensa em geral. Em que mundo essa moça vive. Acho que ela não ler o jornal em que trabalha e muito menos os outros veículos. Senão teria outra opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo