A montanha de inéditos de José Agrippino de Paula

Na década de 80, quando foi diagnosticado com esquizofrenia e se exilou na pequena cidade de Embu das Artes, distante 22 quilômetros do Centro de São Paulo, o escritor, dramaturgo e cineasta José Agrippino de Paula passava boa parte do tempo em sua varanda, olhando a rua e escrevendo. Vivia só, sem rádio e sem TV. Escrevia todas as manhãs e tardes enrolado em trapos e isolado do mundo.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo