A noite existe

Noite

A noite existe, para que o poeta sonhe
Para que o poeta cante ou até encante
Com o seu sorrir ou o seu chorar.
A noite existe, para que a Lua chegue,

Para que ilumine a noite e a madrugada
E faça sonhar…
A noite existe para que meu canto triste
Torne-se poesia; torne-se verdade.

Existe, para que eu não sofra,
Para que eu não durma,
Para que eu te espere,
Para que nasçam versos…

Que nos dê alento,
Dê contentamento,
Para que tudo possa,
Onde a dor se apossa…

No silêncio vago dos corações tristes,
Onde tudo existe:
A saudade, o canto,
A dor, o espanto

Para tudo isso,
É que a noite existe…

Comments

There are 6 comments for this article
  1. Marcos Cavalcanti 24 de Setembro de 2010 8:15

    Belo poema Edna, Parabéns!
    Gostaria de divulgá-lo no programa “Verso e Cia”.

  2. Jarbas Martins 24 de Setembro de 2010 9:10

    sim, Ednar, a noite existe. e tua poesia também. bjs.

  3. João da Mata
    João da Mata 24 de Setembro de 2010 14:44

    Obrigado Ednar.

    tb amo a noite. Gostei do poema

    abç

  4. Ednar Andrade
    Ednar Andrade 24 de Setembro de 2010 15:04

    Obrigada, Marcos, fico feliz e lisonjeada querido, sem problema, pode apresentar, ler, repassar… Não é a poesia que tem dono, e sim o sentimento que nos fez criá-la, este sim existe e faz com que a poesia aconteça, portanto, faça uso dela como lhe convier. Mas, fiquei curiosa com “Verso e Cia.”, um programa? Desculpe-me, não conheço. Onde posso vê-lo? Abraço.

  5. Ednar Andrade
    Ednar Andrade 24 de Setembro de 2010 15:06

    Jarbas, devo confessar que estou tão feliz, pois você está elogiando minha poesia. Enfim… Rs… Beijo amigo.

  6. Marcos Cavalcanti 24 de Setembro de 2010 20:30

    Ednar, o “Verso e Cia” é um programa da ASPE – Associação Santacruzense de Poetas e Escritores, em parceria com a rádio comunitária Santa Rita, de Santa Cruz-RN. Infelizmente as suas ondas poéticas não ultrapassam a nossa fronteira municipal, pois adoraria tê-la como ouvinte. O programa já tem um ano de duração e vai ao ar todo sábado, das 20h às 9:30h. A proposta executada é a de intercalar música popular brasileira com poesias diversas, principalmente nacionais. Um abraço, e será um prazer divulgar a sua também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP