A obra de arte mais cara já vendida num leilão

“Uma importante escultura do artista suíço Alberto Giacometti (1901-1966) bateu recorde mundial ao ser vendida, num leilão da Sotheby’s, em Londres, por 65 milhões de libras (US$ 104,3 milhões de dólares, ou cerca de R$ 192 milhões). Em apenas oito minutos a venda de “L’homme que marche I” (“o homem que anda I”) foi concluída, após um lance inicial de 12 milhões de libras. A Sotheby’s informou que a peça foi adquirida por um comprador anônimo. A oferta foi feita por telefone. Com isso, a obra se tornou a mais cara já vendida num leilão, superando o quadro “O menino com cachimbo” (1904), de Pablo Picasso, que em 2004 atingiu valor de US$ 104,17 milhões. Antes dele, uma tela de Van Gogh havia sido vendida por US$ 100 milhões, num leilão em 1990.

“L’homme que marche I” é uma escultura de bronze de 1,83m feita em 1961 e representa, segundo a Sotheby’s, “o ápice da experimentação de Giacometti com a forma humana”. Significativa dentro da obra do artista suíço, ela é considerada uma das esculturas mais importantes da arte moderna. O valor que ela atingiu no evento da Sotheby’s surpreendeu os próprios leiloeiros”. (O Globo)

ao topo