A poesia do encontro

Por José Castello

Uma parábula judaica conta que Deus usou dois fogos para criar as tábuas da Lei: o fogo negro, que desenha as letras que lemos, e o fogo branco, que desenha o espaço entre essas letras. Graças aos espaços vazios abertos pelo fogo branco podemos ler as letras da Lei, redigidas com o fogo negro. Não existissem os intervalos brancos, as ausências, e a Lei seria ilegível.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo