A Rosa da (falsa?) esperança

Por Fábio Farias

O final de 2010 foi dramático para o Rio Grande do Norte. A falência do Estado é a herança deixada pelos oito anos de governo Wilma. Os mais pessimistas dizem que a dívida estatal bate na casa dos R$ 2 bilhões. A saúde e educação tiveram desempenhos vergonhosos nos últimos oito anos. Há um inchaço de cargos comissionados no Estado que atrapalha a capacidade de investimento. Um atraso que destoa do crescimento dos outros estados do Nordeste. É nesse contexto de bancarrota que a médica Rosalba Ciarlini (DEM) assume o governo. Esperança de mudar?

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo