A Semana

Calendário Pirelli 2011 (mais fotos: aqui)

O sábado é magro, esbelto, cheio de possibilidades, promessas quase sempre não cumpridas. Domingo é redondo, gordo, palavra mais bonita do dicionário, dia de paz e almoço com a família, rede na varanda, descanso. Abril não é o mais cruel dos meses, a segunda-feira é que é o pior dos dias, amarga, violenta como a expulsão do paraíso.  A terça-feira é recomeço, esperança, grandes planos para o futuro, não o desejo de chegar lá, porque chegar lá é o fim, o túmulo. Então chega a quarta-feira em toda sua plenitude, dia de trabalho e fé, jogo no fim do dia, cheio de possibilidades. A quinta-feira é alvoroço, uma ansiedade que não se sabe de quê. Porque a sexta-feira é o mais curto dos dias, festa e ilusão.

Jornalista e escritor. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 4 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − dezenove =

ao topo