A sós

sós

Ávida
… A vida,
Café quentinho,
Batata-doce,
Manhã…
O piar
Dos pássaros,
Uma vontade mansa…
De ficar… Nos lençóis.
Manhãs;
Frescas manhãs…
Sem sóis,
A sós,
.
.
.
“Comigo”.
(Ednar Andrade)

Comentários

Há 8 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo