Abril é cruel

“Abril é o mais cruel dos meses, germina / Lilases da terra morta, mistura / Memória e desejo, aviva / Agônicas raízes com a chuva da primavera.” “A Terra Desolada” / T.S. Eliot (tradução de Ivan Junqueira)

Situado no inicio da segunda quadra do ano Abril é o mais cruel dos meses cantou o poeta de “A Terra Desolada”. Imagine aqui Terra ignota e árida. Abril depois de um verão esturricante num outono que não produz cores nem flores. Mês que começa mentindo, Abril não é de poesia. Na “Tarde” de Abril, o poeta de “o solitário vento de verão” essa triste figura do mês:
“Um se ressente da ausência do mar rumoroso. Outro o lastima o tédio que o cerca e o faz desinfeliz. Outro atribui ao mês as infelicidades nos amores. E o mês se ressente, fica feio e triste….”

Logo em seguida a semana santa com tanto sofrimento e privações. Judas somos todos nós. Aqui tudo morre e Abril foi antes. Tudo mentira ela brincava. Era o dia primeiro. Abril é algo que começa. Que abre. Abril não fede nem cheira. Indefinido assim como esse texto que não sei com terminar. Só lembro-me de morte em Abril. Nesse mês morreu Cervantes. Na Semana Santa vamos chorar novamente a morte de Jesus Cristo. Vou ler a Bíblia antes que censurem. Anseio por Emaús para receber a visita de Cristo. Preparar uma nova utopia. Subverter essa desordem. Clamar no deserto é o fazemos. Amarti. “ nada está oculto que não venha a ser revelado, nem tão secreto que não venha a se saber.” ( Mateus 10, 27)

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 6 comentários para esta postagem
  1. Anchieta Rolim 2 de abril de 2012 23:13

    Concordo Damata, pensando nisso, postei aqui no SP o pobre poema “O anjo”.
    Porém, como disse Ednar: o melhor é curtir o lual de Abril. Valeu!

  2. João da Mata 1 de abril de 2012 22:38

    Obrigado meus queridos amigos Alice, Ednar , Danclads. Vamos sim , curtir o lual de Abril. Abraços. Boa Noite.

  3. Ednar Andrade 1 de abril de 2012 22:25

    Bela imagem, amigo!

    Beijos, saudades.

    Vamos curtir o luau?

    Combinaremos…

  4. Danclads Andrade 1 de abril de 2012 21:30

    Da Mata, não só Cervantes; Shakespeare também se foi em abril, mais precisamente no dia 23 e também Mark Twain,no dia 21 de abril.

    E concordo contigo, abril é assim…

  5. Alice N. 1 de abril de 2012 13:10

    Já cantava o Ednardo, João: “no peito enganos mil, na terra é pleno abril…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo