E a Academia Norte-rio-grandense de Letras abre suas portas aos pobres mortais

Sempre achei a Academia Norte-rio-grandense de Letras potencialmente rica na produção de projetos culturais. E o lançamento hoje das comendas de mérito cultural é só o começo de uma leva de ideias para o ano vindouro. E não que seja obrigação de uma academia de letras. É que a achava ativa e influente quando se manifestava para algumas questões da cena cultural local, a exemplo da conservação de topônimos ou nominação de alguns monumentos ou prédios de alguma importância. E penso que poderia ir muito mais além.

Precisou de 80 anos e precisou de gente nova para começar isso. Nosso Thiago Gonzaga, escritor, pesquisador e colaborador deste substantivo, é uma dessas pessoas. O escritor Antônio Nahud, também. E o ingresso da hoje imortal Leide Câmara foi fundamental. São três pilares desta renovação, com parcela importante nessa abertura de portas da ANL, que até já comentei aqui, mais parece uma maçonaria, onde a oratória é feita por eles para eles. Mesmo a revista editada por Thiago fica por ali, com tanto material literário e documental rico.

Além da oficialização das medalhas será montada uma programação com duração de um ano a partir do dia 14 de novembro, data de aniversário dos 80 anos da ANL. Já informamos aqui dos encontros mensais para discutir literatura, comandados por Antonio Nahud. Além disso, a Academia passará por um processo de informatização e também ganhará um site. Outra novidade é a parceria com o Festival Literário de Natal para formação de uma mesa com presença de Murilo Mello Filho, nosso imortal da Academia Brasileira de Letras, que trará outros nomes da ABL para compor a mesa. Será dia 7 de novembro.

MEDALHAS ACADÊMICAS

Ontem foi apenas a oficialização da medalha de mérito acadêmico Jornalista Agnelo Alves, para premiar quatro categorias do jornalismo. Ainda será elaborada a regulamentação dessa premiação. Não se sabe, por exemplo, a metodologia de escolha dos agraciados.

Leide Câmara, que assumiu a secretaria da ANL e, sempre inquieta, tem botado pra moer, informou da dúvida se abre inscrições aos interessados em concorrer à premiação ou se a Comissão de Acadêmicos – que será formada nesta terça – terá o poder de escolha direta.

Acho mais propositado a Comissão escolher livremente, sem a restrição da definição a partir de uma lista de inscritos que, mais das vezes, não representa o todo ou sequer quem realmente seja merecedor dessa premiação. Principalmente sendo o primeiro ano da premiação e o risco da pouca participação.

Inclusive, Leide Câmara até ressaltou a ideia de se agraciar jornalistas pouco lembrados e com um lastro de serviços prestados. Acho bem oportuno e um gesto de acordo com a essência da Academia, que é trabalhar a imortalidade: trazer à memória gente importante e que anda meio escanteada.

Só acrescento que essa lembrança seja feita em vida. Acho até Moacy Cirne poderia ser o premiado na categoria Jornalismo impresso e/ou blog, pelo trabalho pioneiro com seu Balaio Porreta. Mas o Moa já morreu. E acho mais interessante render homenagem a quem ainda está aí para receber.

Foram confeccionadas 40 medalhas, com a esfinge do homenageado Agnelo Alves e, do outro lado, a logomarca também recém criada dos 80 anos da ANL. A premiação será anual, em solenidade pública e acompanhada de um diploma com o desenho gráfico da medalha e o nome do agraciado.

Prestigiaram o evento hoje o prefeito e o secretário de cultura de Natal, Cadu Alves e Dácio, além de alguns membros da ANL e jornalistas. Uma sala apertada, um café da manhã e distribuição da mais nova edição da revista da ANL, com Ticiano Duarte na capa. Uma manhã de bons presságios.

Foto: Alex Régis

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 12 =

ao topo