Adeus ao amigo Jairo Torres

Uma manhã sem Sebo e Sem Jairo

Manha de primavera de uma triste Quinta-Feira. Dou uma passadinha no sebo de Jácio para saber as novidades. O sebo esta fechado. Estanho! Sempre encontro aberto. Muitas vezes sendo reaberto na rotina do dia a dia de Jácio. Põe e coloca dentro. Ultimamente me encontrava com Jairo Torres, irmão de Jácio Torres.

Recebo a triste notícia. O irmão de Jácio morreu. Como pode!. Dias antes estive com ele e falamos de uma entrevista. Ele que foi fotógrafo e designer de roupas para artistas. Conheceu e conviveu com grandes artistas em São Paulo. Foi amigo do pessoal da Lira Paulistana. De Itamar Assunção, Arrigo Barnabé e tantos outros. Fotografou grandes artistas e políticos. Conviveu e curtiu muito com esse pessoal. Fotografou Paulinho da Viola, Gil e tantos outros. Viveu o grande momento da reabertura do Brasil. Curtiu muito as décadas de 60, 70, 80 e 90. A mulher baiana morreu em São Paulo há um par de anos e ele retornou para a sua terra. Sempre o encontrava no sebo do irmão. Um papo agradabilíssimo. Um grande amigo que vai precocemente deixando projetos e sonhos de uma nova vida. A carne é fraca. A vida breve. Choro.

Curtiu muito e dizem morreu de pneumonia. O corpo não resistiu e foi enterrado hoje. O velório foi no nosso Alecrim.

Outro dia conversava com Jácio, seu grande irmão. Ele estava meio lúgubre e quase vou embora com a sua conversa. Todo sebista é meio filósofo.

– João, será que a vida é só isso? Tudo é muito rápido, filosofa.
– Por isso, temos que deixar alguma coisa. Fazer algo antes de morrer.
– Você já fez, não é?

Sei não. Vou fazendo as coisas sem pensar muito.

A conversa esquenta mais. Esses livros antigos que você gosta são muito carregados. Muitas vezes ouço vozes aqui dentro do sebo.

Deve ser os donos-mortos dos livros. Talvez se queixando da venda de seus livros acumulado durante tanto tempo – penso eu.

Jairo deixou amigos e saudades. Viveu o que vida pode. Fotografou muito e deixou mais bonito os artistas da nossa geração. Estou triste. Não fiz a entrevista e não terei mais a alegre companhia de Jairo. Minha ultima compra foi ele quem embalou. Minha vida ficou mais triste sem o amigo Jairo.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comments

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP