Adeus, Bob Brookmeyer. Alô, Bob Brookmeyer

Por Lúcia Guimarães

Ele foi um dos grandes compositores e pensadores do jazz nos últimos 50 anos, contemporâneo de Gerry Mulligan e Stan Getz.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Johnny Cavia 17 de dezembro de 2011 17:57

    Ô ano ingrato, tem levado tanta gente boa que espero que finde logo e não leve mais ninguém. Claro, que leve alguns aí, afinal ela – a ceifadora das gentes – tem que trabalhar, é do feitio dela, mas faz favor querida Dona Muerte não leve mais nenhum querido meu não que eu prometo me comportar no ano que vem e até entrar nalguma igreja, templo ou terreiro, que a cultue e a louve, orando e cumprindo todos os preceitos dessa possível louvação em vossa honra.

    Césaria na vitrola canta e dos meus costumeiros olhos secos descem dois riachos salgados, duas cachoeiras que molham minha sileque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo