AFASTEM-SE

Ontem eu dormi
rodeado se serpentes
com olhares ardentes

acordei
com hienas
desatadas

almocei
com coiotes
e urubus ao meu lado

jantei
com um bando
de cachorros vira-latas

e todos esses seres
nojentos, pavorosos e imundos
são melhores companhia pra mim do que vocês

que se dizem homens de bem
políticos honestos
padres e pastores puros

chefes de família respeitáveis
delegados honrados
e traficantes desgraçados

fiquem longe de mim
pois eu sempre
estarei do outro lado.

Sou artista visual, fiz várias exposições individuais e coletivas, já participei de salões, palestras, seminários, whorshop, projetos culturais, oficinas de arte, intervenções urbana e etc... Escrevi um livro de poemas "Agonia" que é mais pessoal que poético e gosto do portugues escrito de forma simples onde pessoas com menos formação acadêmica tenham condição de ler e entender. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 17 comentários para esta postagem
  1. Anchieta Rolim 6 de setembro de 2011 16:17

    Regiane, muito obrigado amiga é bom demais saber que você gostou. Um forte abraço! Ps. Estou aguardando vocês pra o final de semana.

  2. Anchieta Rolim 6 de setembro de 2011 16:11

    Romana, infelizmente é a pura verdade minha amiga.
    obrigado pelo belo comentário. Um abração!!!

  3. Regiane de Paiva 5 de setembro de 2011 10:43

    Bravo! Suas palavras incisivas povoam o ar de indignação. Suas letras são audaciosas, verdadeiras e concretas. Muitos falam na calada de suas sombras, mas poucos, pouquíssimos, como vc, tem a coragem de rasgar os versos e expor a sujeira do mundo. Valeu!

  4. Romana Alves Xavier 5 de setembro de 2011 8:37

    Anchieta, suas palavras fazem pensar e denunciam a vida…como ela é!!! Tudo o que é humano, desumano também pode ser. Pensei nisso agora depois de ver o quanto do animal mora nos homens ainda.

  5. Anchieta Rolim 4 de setembro de 2011 23:30

    Grande Danclads, muitissimo obrigado pelo comentário irmão, que bom que você gostou.
    VALEU!!!

  6. Danclads Andrade 4 de setembro de 2011 18:27

    É verdade Anchieta, tem gente bem mais perigosa do que serpentes, hienas, coiotes, vira-latas, etc…

    E aqui eu lembro Schopenhauer que quando queria xingar suas cadelinhas por alguma “arte” que elas tinham feito, exclamava: “homem!”.

    Parabéns, poeta!

  7. Anchieta Rolim 4 de setembro de 2011 10:00

    Alice N. não há problema nenhum, pelo contrário é muito excitante. Um abração!

  8. Anchieta Rolim 4 de setembro de 2011 9:57

    Obrigado grande João, faremos o furdunço juntos!

  9. Alice N. 4 de setembro de 2011 0:35

    Qual o problema das serpentes de olhares ardentes???

  10. Anchieta Rolim 3 de setembro de 2011 22:40

    Otavio rapaz, como é bom ouvir isso de você O GRANDE MARQUÊS DE PINDORAMA. Abração irmão!

  11. Anchieta Rolim 3 de setembro de 2011 22:34

    David, valeu grande artista.Um abraço!

  12. João Maria Freire 3 de setembro de 2011 21:32

    esse rolim é foda. tácito faz bem em abrir espaço para esse poeta. rolim acaba nesses dias fazendo um furdunço grande reunindo em livro seus escritos que mexem com a gente e faz pensar.

  13. Otavio Rabelo 3 de setembro de 2011 18:59

    Amigo,
    Sempre penso nisso quando estou rodeado de humanos que não são tão manos assim…
    Gostei muito de sua poesia. Imagino um livro rodeado de poesias assim. Em frente!

  14. JOÃO DAVID JUNIOR 3 de setembro de 2011 18:22

    muito bom Rolim, como sempre voçê é um artista bruto no melhor sentido. alma, expressão sem rodeios e arte que assusta aos que não querem pensar na vida , na hipocrisia dessa sociedade monstruosa em que vivemos.parabénsz

  15. Anchieta Rolim 3 de setembro de 2011 18:09

    Bem lembrado grande Saddock, valeu mesmo e um abraço pra você também irmão.

  16. José Saddock 3 de setembro de 2011 13:21

    Grande Rolim. Às vezes é melhor conviver com macacos rsrsrsrs Lembra-se do Filme “Instinto” (Jon Turteltaub – 1999). Cast: Anthony Hopkins, Cuba Gooding Jr., Donald Sutherland, Maura Tierney. Pois é, tem momentos que somos lobos… Forte Abraço.

  17. Anchieta Rolim 3 de setembro de 2011 11:23

    Corrigindo a primeira estrofe: Ontem eu dormi rodeado de serpentes com olhares ardentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo