Agosto vai começar com CPI e o Senado no chão

“Preocupado em demasia no seu objetivo de jogar todas as suas fichas para fazer o sucessor (ou melhor, sucessora) em 2010, sacrificando Tião Viana e o PT para garantir o apoio do PMDB, o presidente pode ter colocado em risco a biografia e o seu patrimônio de popularidade neste ano e meio que lhe resta de governo.” RICARDO KOTSCHO

AQUI

ao topo