Ailton Medeiros será o homem dos livros da FJA; mas vocês sabem quem ele substitui?

A novidade para o quadro funcional da Fundação Zé Gugu foi a já noticiada pelo Portal NoAr, nomeação do jornalista Ailton Medeiros para o cargo de coordenador do Livro e Leitura. Até aí nenhuma estranheza já que a verve literária crítica de Ailton, de certo, será bem usada no novo posto. Eu mesmo participei de uma comissão para análise de livros da FJA, reprovei um trabalho de um escritor famoso desta plaga e, no fim, o livro foi publicado. Apesar do fato, uma marca da última gestão foi a publicação de bons livros.

Mas, alguém se indagou quem Ailton Medeiros substitui no cargo? O estranho na história vem daí. O posto era ocupado pelo arquiteto Mathieu Duvignaud, que até onde eu e a grande maioria da classe artística sabe, coordenava a Pinacoteca do Estado, realizando bom trabalho – na minha modesta opinião, mesmo a contragosto dos artistas visuais. Pois é, Mathieu era coordenador do Livro e Leitura da FJA e foi exonerado no último sábado, para ceder lugar a Ailton, conforme imagem abaixo.

Questionei Isaura Rosado se havia o cargo formal de coordenador da Pinacoteca e ela afirmou que sim. Também perguntei a Rodrigo Bico, via inbox no face, sobre a estranheza do fato. Ele viu a pergunta, mas nada comentou. O próprio Mathieu afirmou desconhecer se existia ou não o cargo. Em resumo: Mathieu foi encaixado na Pinacoteca a partir de outro cargo, na última gestão, e foi agora exonerado desse cargo que não era exatamente o seu. Ou seja: ainda pode ser nomeado para o real comando da Pinacoteca.

A Pinacoteca é um dos prédios museológicos administrados pela FJA. Luana Cibelle é quem coordena todos os museus do Estado, hoje. Mathieu ou quem o substituir, no caso, seria uma espécie de subcoordenador, da Pinacoteca.

Sem título

Jornalista por opção, Pai apaixonado. Adora macarrão com paçoca. Faz um molho de tomate supimpa. No boteco, na praia ou numa casinha de sapê, um Belchior, um McCartney e um reggaezin vão bem. Capricorniano com ascendência no cuscuz. Mergulha de cabeça, mas só depois de conhecer a fundura do lago. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + quatro =

ao topo