Ainda cabe o sonho…

Quem se importa com deputados e senadores? Destes, poucos representam o povo, pois temos um sistema de arrecadar votos de 4 em 4 anos… E depois, sempre se fica ao deusdará… Mesmo assim e, apesar de tudo, não se pode ser apartidário, neutro, fora da realidade, por pior que seja. Sempre é preciso tomar partido de algo, se posicionar. Sem ódio, sem rancores. Mas com firmeza.

Sabe-se e percebe-se, infelizmente, que a maioria dos “ditos representantes do povo” tem compromisso é com o seu próprio umbigo, com seus interesses pessoais, nem sempre muito éticos… Que compram votos e eleições. Que legislam em causa própria, principalmente seus aumentos de salário, enquanto espezinham com a CLT e com a carreira profissional de educadores, por exemplo.

Urgente uma reforma política de vergonha, que consiga nos livrar de ser reféns de vergonhas semelhantes à que passamos no dia 17 de abril e que, infelizmente, não me parece que será muito diferente na votação do senado… Pois eles não têm olhado para os movimentos sociais e não estão nem aí para o que a imprensa mundial tem dito. Estão se lixando para o que pensam milhões de brasileiros.

Quanto ao STF, eses juízes não vêm mostrando isenção e nem coerência, pois têm feito vista grossa ao processo que segue inexorável adiante, sem pé nem cabeça, numa sanha de ignorância constitucional das mais desprezíveis… (dizem que a justiça é cega, mas no Brasil, parece-me ser caolha!!!)

Infelizmente, creio que dias piores virão… Novas lições para se amargar até 2018…

Há que se ter muita clareza sobre o cenário nada promissor que se desenha com uma linha sucessória pouco confiável no que tange a um modelo de governo comprometido com as conquistas sociais que se vem tentando, a duras penas, fazer nesse país.

Estão em risco as riquezas do nosso subsolo, o pré-sal, e a nossa dignidade de país soberano. Está em risco a nossa democracia.

Aí, se o povo tiver aprendido alguma coisa, depois de engolir o fel amargo que nos vem sendo empurrado goela abaixo, quem sabe tome alguma atitude diferente? Quiçá!!!

Afinal, é sempre tempo de se acreditar em alguma utopia….

Infeliz é o povo que não consegue mais sonhar….

Mas o sonho pede, também, atitude. Vamos ler mais, refletir mais e compreender o mundo para além das aparências que velam mais que revelam.

Reflexão/ação como sempre disse o educador Paulo Freire.

Não precisa haver ódio. Afinal, querendo ou não, estamos todos no mesmo barco e somos filhos da mesma pátria. O que acontecer agora, afetará a todos nós, para o bem ou para o mal.

Afinal, se estamos no mesmo barco, precisamos remar em alguma direção e saber enfrentar, juntos, as tempestades.

Por tudo isso, sou contra o impeachment, medida golpista, oportunista e que atenta contra a consituição e que é um escárnio à democracia.

Vamos aprofundar as discussões sobre o nosso país e sobre o rumo que queremos seguir. Vamos ler mais, gente. Vamos aprofundar os debates e encontrar caminhos. Seguir em frente, sem riscos de retrocesso.

E uma reflexão final: antes de impedir Dilma, que tal prender o Cunha, hein???

Creio que já seria meio caminho andado. Porque, afinal, lugar de político desonesto é na cadeia e não ameaçando e comprando votos de meio mundo.

Pense nisso.

(José de Castro, jornalista, escritor e poeta)

Jornalista, escritor e poeta. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP