Ainda o diploma

Gostaria de colocar outros pontos na discussão:

1. Ao contrário do que escreveu Daniel, a medida do STF também anula a exigência do diploma de jornalista em concursos públicos. É o que entendi do texto.

2. Queria lembrar que há pouco tempo o curso de jornalismo da UnP foi extinguido e voltou, após conseguir juntar uma turma de alunos. Com este “estímulo dado pelo STF, fatalmente irá acabar.. E quem irá querer estudar na UFRN? Pra que? Entre colegas de redação, estagiários, já se fala em desistir.

3. Agora imaginem a qualidade do jornalismo produzido aqui em Natal com os cursos enfraquecidos ou extintos. Como disse e acredito, os bons “jornalistas” sem diplomas são exceções que surgem. Não é a regra.

4. Há regras técnicas no texto jornalístico. Qualquer bom escritor não está, necessariamente, capacitado para tal. Do contrário, bastaria estudar as leis do direito, a jurisprudência e advogar. Como até ocorre por vezes: a advocacia em causa própria.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

ao topo