Algumas notas

Cena de “A artista está presente”, sobre Marina  Abramovic

Por Tácito Costa

Abaixo algumas notas que poderiam render posts. Mas a falta de tempo impede-me de alongar-me como gostaria.

1 – Começo com um dos melhores filmes visto até agora este ano. O documentário “A artista está presente”, de Mathew Akers, sobre a performer Marina  Abramovic. Interesso-me por performance e por dança contemporânea, embora muitas vezes não abarque ou não capte toda a beleza e sentido contidos nessas duas formas de arte. O filme é emocionante e nos ajuda a compreender mais sobre a performance. Leia mais sobre o filme aqui.

2 – Dei há poucos dias uma entrevista sobre o SP, bem umas duas horas, ao repórter Pedro Vale, da revista Preá. Outros pluralistas também foram entrevistados. Lá pras tantas, ele quis saber a linha editorial do blog. Eu tentei explicar, resumindo que se trata de um espaço progressista. Defende direitos humanos, é contra a homofobia e os preconceitos etc e tal.

3- Depois da entrevista, me peguei questionando sobre a palavra “progressista”, principalmente porque me remeteu ao Partido Progressista, herdeiro da Arena e do PDS e que tem em seus quadros os deputados Bolsonaro e Maluf. Ou seja, um desvirtuamento completo do termo.

4- Outro dia mesmo, na polêmica sobre Lobão, Lívio citou num comentário Diogo Mainardi. Que nunca publicamos aqui. Como também nunca publicamos Merval Pereira (esqueci o sobrenome e fui ao Google), Dora Kramer, Arnaldo Jabor, Reinaldo Azevedo, entre outros tão lidos e citados por uma certa classe média. É simples, o blog é uma extensão dos meus gostos e desgostos (e dos demais pluralistas), então o que eu não leio e nem aprecio raramente é publicado.

5- A reforma gráfica do SP segue em ritmo acelerado e deverá entrar no ar no próximo mês, quando o blog completa seis anos de fundação. Sou suspeito, mas o novo projeto ficou massa (como diria Rolim – rs). Deixou-me um pouco apreensivo porque as mudanças foram radicais e poderão desagradar a alguns que estão tão acostumados com o formato atual, praticamente o mesmo desde o começo de tudo.

6- Apostamos num formato moderno e leve. Moderno não apenas porque trocamos as palavras “expediente” por “sobre” no cabeçalho. Fiz menção a isso porque na última reunião com o diretor da Velty (a empresa que está fazendo o novo projeto), Raphael Guedes, discutindo detalhes da diagramação, ele disse que estranhou o nome “expediente”. De fato, é o nome usado nos jornais e revistas, mas que foi substituído por “sobre” e outros nomes nas publicações virtuais, notadamente blogs. O que quis também dizer com essa referência é que o novo formato traduz o espírito dos meninos da Velty, que eu já afirmei aqui, é formada por um grupo de jovens, espírito esse que não se resume, claro, a estranheza com nomes como “expediente”, que remete à velha mídia.

Comments

There are 20 comments for this article
  1. Lívio Oliveira 16 de Maio de 2013 16:15

    Quero deixar claro que mencionei Mainardi como alguém com quem NÃO tenho afinidades intelectuais ou ideológicas.

  2. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 16 de Maio de 2013 16:34

    Outra coisa: quando participei da “polêmica sobre Lobão”, não defendi as ideias de Lobão (pensei que não ia ter que repetir isso). O centro da minha irresignação foi o do malferimento que vi da liberdade de expressão, que, por sinal, acho que compõe a tal “linha editorial” do SPlural (a liberdade…). Por falar nisso, o que danado vem a ser “linha editorial” nos dias atuais? Trata-se de meras escolhas ideológicas? É algo além? Essa, sim, é uma boa polêmica…

  3. Tácito Costa
    Tácito Costa 16 de Maio de 2013 16:35

    Sabemos bem disso Lívio. Felizmente, a maioria dos pluralistas pensa como você e eu. Só peguei a deixa do seu comentário pra fazer essas considerações.

  4. Marcos Silva
    Marcos Silva 16 de Maio de 2013 17:43

    Gosto especialmente da palavra PLURAL em nosso nome. Se me perguntassem qual a linha do SP eu responderia que é desalinhado.

  5. Anchieta Rolim 16 de Maio de 2013 18:15

    Assisti recentemente um vídeo da performer Marina Abramovic. Bom demais! E que venham as mudanças cibernéticas do SP.

  6. Jarbas Martins 17 de Maio de 2013 7:27

    O poeta Lívio e suas doces e pertinentes provocações. Tivesse Lívio, pelo menos 16 anos, em 1968, com toda certeza, seria um especialista em agitação e propaganda, vestido de camisa banlon nas passeatas da UNE.. Vou iniciar o debate, Lívio, respondendo a sua pergunta: linha editorial é um conceito líquido e certo.Como a cerveja que eu tomava há mais de 25 anos no Bar de Lourival.Isso aí::um conceito líquido e moderno !.Mas por que só tomo café na Cooperativa da UFRN nem pense que estou lendo Bauman, aquele polonês expulso do seu país em 68, não.Abraços. Continuem com a discussão.

  7. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 17 de Maio de 2013 8:53

    Líquido, certo (e moderno?) como a linha do horizonte.

  8. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 17 de Maio de 2013 9:19

    A polêmica, grande Jarbas, é minha obrigação de ofício e meu dever moral.

  9. Jarbas Martins 17 de Maio de 2013 10:03

    Como uma luva, Poeta.Este parassoneto vai para uma antologia.Aviso aos navegantes:Não é a ANTOLOGIA POÉTICA DO SUBSTANTIVO PLURAL,que o bravo Tácito Costa deu todo o apoio, mas maioria dos pluralistas não aprovaram. Não.É para outra antologia: a segunda edição, revista e ampliada de meu “14 versus 14” (edição Boágua de Celso Silveira) escrita há 19 anos.Depois, completando meus 70 anos vem os “43 HAICAIS” que você vai apresentar. Lembra-se, Poeta? Ablação.

  10. Jarbas Martins 17 de Maio de 2013 10:21

    Você, poeta Lívio, estará presente ao lado deste soneto (um biacróstico) que um ANÔNIMO NATALENSE chamou de “Soneto Lyrico) e Cascudo, interagindo batizou de SONETO MUSICAL.Boa companhia, não amigo Lívio?.Vejam a beleza da grafia da época e o estilo amaneirado do fake do começo do século XX::

    Do céo, justo castigo, à raça humana,
    Ré de crimes enormes, Deus envia.
    Mizeria, confusão triste agonia
    Fazem côro à vingança soberana
    ..
    Aguardem. Vai aqui somente o primeiro quarteto como degustação. Ablação.

  11. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 17 de Maio de 2013 10:35

    Celebremos, pluralistas e afins, os 70 anos de Jarbas Martins.

  12. Sergio Vilar 17 de Maio de 2013 10:48

    Rapaz, depois daquele nosso papo já pensava em matéria sobre o novo SP. Mas vou fazer essa sacanagem com Adriano nem com o Pedro Vale, não..rs A Preá, certamente, vem com material mais completo. Deixa pra eles. E o café com tapioca, quando sai?

  13. Tácito Costa
    Tácito Costa 17 de Maio de 2013 11:01

    rs… é isso aí meu camarada, fica pra próxima. A confraternização anual será no próximo mês, seguindo a tradição, se der certo no mesmo dia do lançamento do novo projeto gráfico. Essa data vai depender do pessoal da Velty, mas pra frente eu anuncio. Abç.

  14. Tácito Costa
    Tácito Costa 17 de Maio de 2013 11:03

    Jarbas merece todas as homenagens possíveis, figura entre os nossos melhores poetas.

  15. Edjane Linhares 17 de Maio de 2013 12:20

    Tácito, não consegui o link do documentário de Abramovic.
    Maravilha a turma da Velty (sangue novo no SP). Editorial deve rimar também com um bom caranguejo no coco. Já temos cerveja, tapioca e café, esta festa promete.
    Jarbas, parabéns pelos 70 anos! Que venham muitas antologias e poemas e traduções.

  16. Denise Araujo 17 de Maio de 2013 13:33

    Jarbas Martins, poucos escolhidos viverão esta rara poesia chamada “Setenta anos”. É pra se lambusar! Meus parabéns.

  17. Lívio Oliveira
    Lívio Oliveira 17 de Maio de 2013 15:10

    Lembro que o aniversário de 70 anos de Jarbas Martins será no mês que vem (junho) e é imprescindível que façamos alguma comemoração. Inclusive, propus a Eduardo Gosson, da UBE, uma homenagem ao nosso querido poeta. Façamos!

  18. Denise Araújo 17 de Maio de 2013 22:58

    Edjane, posso te dar um DVD com o documentário sobre marina – “a artista está presente”. Beijos.

  19. edjane linhares 18 de Maio de 2013 16:10

    Denise, agradeço muito. Tem mais pessoas querendo vê-lo. Diga um bom local na segunda ou terça onde poderei pegá-lo (Fiern?). Beijos.

  20. Denise Araujo 20 de Maio de 2013 13:56

    Edjane, pode pegar o DVD amanhã (terça) à tarde, lá na FIERN. Beijos e acredito que gostará muito do documentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP