Alguns bons filmes que vi em 2009

Pela primeira vez anotei os filmes que vi durante o ano. A razão foi estritamente prática. É que em 2007 e 2008 senti dificuldades em listar os filmes que considerei mais importantes. Confiei na memória e esqueci um ou outro título.

De todos destacaria os 31 que seguem abaixo, alinhados pela ordem em que os assisti. Marquei com asterisco os que não são lançamentos. Algumas ausências serão sentidas. Um exemplo aleatório, “Moscou”, de Eduardo Coutinho. Esse, entre outros lançamentos destacados pela crítica, não chegou a Natal. É bem provável que entrasse na lista.

Se tivesse que escolher apenas um filme nacional este seria “Loki”; um estrangeiro/lançamento: “A onda”. Entre os “antigos”, é impossível escolher apenas um ou dois, a maioria é obra prima. Um filme saudado pela crítica, que assisti, mas que não entra na relação: “Arca russa”. Não alcancei sua profundidade. Uma decepção: “Desonra”, baseado no livro homônimo de J. M. Coetze. Não captou a grandeza do livro.

Entre os quatro brasileiros, dois são documentários (“Simonal” e “Loki”), o que revela a força do gênero hoje no país. Se descontarmos os 13 títulos “antigos” – hour concours – , sobram 18. Poderia até reduzir para dez, mas sacrificaria alguns filmes acima da média. E não ficaria satisfeito comigo mesmo.

Segue a relação:

Batman
A história real *
Deserto feliz (Br)
O leitor
Saneamento básico (Br)
Vagas estrelas da ursa *
Um táxi para a escuridão
Gran Torino
Entre os muros da escola
Milk – a voz da igualdade
O deserto dos tártaros *
Conto de Outono *
Sócrates *
Pai e filha *
Ervas flutuantes *
Quanto mais quente melhor *
O lutador
Contos da lua vaga *
Doce pássaro da juventude *
A valsa de Bashir
Inimigos públicos
Katyn
Simonal (Br)
Bastardos inglórios
Madame Bovary * (revisto)
Desejo e perigo
A onda
Noites brancas *
Distrito 59
Passageiro – profissão repórter * (revisto) – foto no início
Loki  (Br)

ao topo