Oscar 2015. Eu votaria em Birdman para melhor filme

Por Tácito Costa

Passei a semana querendo escrever sobre alguns filmes que disputam o Oscar 2015 e não encontrei tempo. Não deu para assistir todos, claro, os shows de Margareth Menezes, Gabi Amarantos e Jorge Aragão, e mais o livro de Nelson Patriota, “Um equívoco de gênero e outros contos”, ocuparam parte do meu tempo, sobretudo durante o bom carnaval natalense.

Dei preferência aos indicados ao Oscar de Melhor Filme: Foxcatcher, O grande hotel Budapest, Boyhood, Birdman, A teoria de tudo, O jogo da imitação, Leviatã e Ida, esses dois últimos concorrem na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Por fora, assisti Winter Sleep, Palma de Ouro em Cannes e Acima das nuvens, que também competiu em Cannes, mas até onde sei não levou nenhum prêmio. Cheguei a Acima das nuvens depois de ler uma crítica do escritor Bernardo Carvalho sobre Birdman (http://substantivoplural.com.br/epitafio-2/).

Carvalho diz que prefere Acima das Nuvens a Birdman. E eu que tinha ficado bastante impressionado com o filme de Iñárritu, depois das observações do escritor fiquei apenas impressionado – rs. Achei pertinentes as considerações de Carvalho.

De acordo com os críticos o Oscar de Melhor Filme deverá ficar entre Birdman e Boyhood, cabendo a um dos dois diretores, Richard Linklater (Boyhood), e Iñárritu (Birdman), o prêmio de Melhor Diretor. Na minha opinião, não será nenhuma injustiça se qualquer um desses sair premiado.

Eu votaria em Birdman para Melhor Filme e em Linklater para Melhor Diretor.

Dos outros que assisti gostei mais, pela ordem de preferência: Foxcatcher, O jogo da imitação, O grande hotel Budapest e A teoria de tudo. Dos dois indicados para Melhor Filme Estrangeiro prefiro Leviatã, mas são dois filmes bem acima da média.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo