Amor em tempos de cólera

Amor em tempos de cólera (2007) é fabuloso. Assisti somente ontem. O diretor Mike Newell – o mesmo de Harry Potter – conseguiu encaixar com maestria os textos sintéticos do aclamado escritor Gabriel García Marquez em ambientações fantásticas, fotografia e atuações idem.

A trama é um típico romance do escritor colombiano. Fala da espera de Florentino Ariza (Javier Bardem) por quase uma vida pelo cumprimento da promessa de que sua amada se casaria com ele um dia. E por isso o filme trata também de solidão e dos dramas e mistérios da velhice, também sabiamente descrito pelo escritor em Memória de minhas putas tristes (2004).

Cada vez mais admiro as atuações de Javier Bardem. Foram dele os melhores trabalhos que vi nos últimos anos, como em Mar adentro, Onde os fracos não têm vez e esse agora. O filme conta ainda com mais uma aula de interpretação da nossa Fernanda Montenegro, mãe de Bardem no filme. Uma belíssima obra cinematográfica. E nem esperava muito.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article
  1. Marcos Sá 7 de Janeiro de 2009 13:53

    mandei a matéria e o link para a Roberta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP