amor-ii

milhares de cilindradas
freadas.

todos bitucas não industrializados
num arranque partilhados.

um sem-fim de noites-recipiente
: preservados meus gozos em
fingimento. desinteresse.
arte corporal, caricaturas, escrevinhamentos
perdidos.
tudos borrados que me falta o papel
higiênico.

a rotina pintada
sobre minha mente
mente.

tanto lixo esparramado
: como não dizer
que tudos passa?

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + treze =

ao topo