ANANÁS

Por Carlos Gurgel

n’algum lugar
entre
novilhas e matilhas
reside o desdém

como cara
de um
hipócrito gatilho

versículo
que colhe
por entre golpes & goles

textículos
de uma pecha
de cálices & cólicas

n’algum lugar
como desmando
do ancho
tudo está
entre o tacho & o tacanho

mesmo que assim
tão medro
essa graxa
pirraça

n’algum lugar
como sendo

entre nós

colapso
como colosso & colostro

cegos cacos & nacos
cópulas de cúpulas
entronizam
périplos de réplicas

entrudo
entre tudo
e entre toldos
fornicam
farinha do mesmo asco
mescalina
tudo pasto.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo