Anchieta Rolim abre exposição “Cidades” quinta-feira, 21, na UFRN

Atenção amigos, anotem aí em suas agendas superlotadas. Na próxima quinta-feira, 21, o artista plástico, poeta e filósofo anarquista Anchieta Rolim deixa seu refúgio litorâneo e abre sua exposição “Cidades”, às 19 horas, na Galeria Convivart, no Centro de Convivência da UFRN. Todos convocados.

“Cidades” tem curadoria de Elidete Alencar e João David e ficará aberta ao público de 22 de maio a 19 de junho, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A exposição acontece com o apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), da Cooperativa Cultural Universitária, da Associação dos Professores da Universidade (APURN) e da CREDSUPER.

Comentários

Há 7 comentários para esta postagem
  1. Anchieta Rolim 28 de maio de 2015 12:35

    Thiago Gonzaga, passe lá mesmo… E espero que goste, meu amigo! Abraços!

  2. Anchieta Rolim 28 de maio de 2015 12:32

    Valeu, Wellington! Muito bom saber que estás acompanhando meu trabalho… isso é importante demais para mim. Obrigados pelas palavras de incentivo. Um abraço, meu amigo!

  3. Wellington B. Brito 28 de maio de 2015 10:18

    Amigo Anchieta Rolim, tenho acompanhado sua trajetória vitoriosa na arte, você é um grande artista. Sucesso no seu objetivo, um grande abraço.

  4. thiago gonzaga 20 de maio de 2015 22:34

    Passarei lá para ver.
    Parabéns.

  5. Anchieta Rolim 19 de maio de 2015 0:27

    1 – Capitão Tácito, grato pela postagem do convite e pela força de sempre. Nos veremos lá…

    2 – Amigo François, quanta generosidade nas suas palavras. Com certeza, o seu apoio muito me incetiva na caminhada… Espero em breve, conhece-lo pessoalmente. Obrigado, MESTRE!

    3 – Lívio, meu amigão, obrigado aí pela força…apareça mesmo. Sua presença é de grande importância. Abraços!!!

  6. Lívio Oliveira 18 de maio de 2015 12:17

    Sigo os dizeres de François: Anchieta Rolim é um sujeito admirável. E sei que é um grande artista. Natal ganha com sua exposição. Pretendo comparecer para prestigiar o amigo.

  7. françois silvestre 17 de maio de 2015 12:28

    Lamento não está aí. Mas vou dar um jeito de conhecer esse trabalho de Rolim. Figura que passei a admirar pelos textos e por informações sobre o seu caráter exemplar. Um amigo comum me disse que sua obra plástica nada deve a grandes nomes nomes nacionais dessa seara. Sucesso ao Poeta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo