André Gide

“O relançamento do clássico ‘Os moedeiros falsos’, de André Gide, vem preencher um vazio de quase duas décadas de ausência dos livros do ganhador do Prêmio Nobel de 1947 entre nós”.

aqui

ao topo