Aos 86 anos, Carlos Heitor Cony faz uma revisão amarga e irônica da vida

 Com as pernas enfraquecidas pelo câncer, Cony acaba de ir a Nova York Foto: O Globo / Ana Branco

Foto:  Ana Branco

Às vésperas de lançar ‘JK e a ditadura’, o autor de ‘Quase memória’ critica o político mineiro, compara a ABL a um ‘jardim de infância ao avesso’ e se diz cansado da ficção.

aqui

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. CeliaGaspar 20 de outubro de 2012 21:30

    Ah, poeta, escritor e jornalista, Carlos Heitor Cony, obrigada!! Agradeço sua
    li suas cronicas desde pequena.
    Sobre o gado .Vacas leiteiras etc,Gosto de gado, também.Mas, seu último livro llibertou meu coração.Sempre desconfiei da trágica(?)morte do presidente JK. A notícia mal contada deixou dúvidas aos seus fãs.Não convenceu.E, agora, suspirei aliviada com a sua revelação!!Ele foi morto!!Oh!
    Obrigada!!Mil vezes obrigada!!CéliaGaspardeOliveira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo