O aparato mundano

Por Manuel da Costa Pinto

A grande beleza venceu o European Film Awards de 2013 nas categorias filme, diretor (Paolo Sorrentino) e ator (Tony Servillo). Pela exuberância visual romana e por suas personagens extravagantes…

aqui

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Marcos Silva
    Marcos Silva 26 de Fevereiro de 2014 11:32

    Fiquei interessado por esse filme, particularmente, devido ao paralelo feito com “A noite”, de Antonioni. Gosto muito desse filme de Antonioni – atores excelentes, planos belíssimos. Discordo um pouco da interpretação que Pinto fez do personagem interpretado por Mastroiani: mais que portador de tédio, ele me parece um homem sem projeto, apesar de tintas esquerdizantes aceita escrever textos para controlar trabalhadores. A persoangem de Jeanne Moreau expressa profunda angústia com o que vê a seu redor. As infindáveis andanças delas pelas ruas (que tanto irritaram Orson Welles) são faces daquela angústia, observando pessoas e paisagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP