Aprovada lei que permite TORTURA de animais

O Deputado Edson Portilho, do Rio Grande do Sul, teve a desventura de criar um projeto de lei que permite que os animais sejam torturados e sacrificados em rituais religiosos.

O parlamentar, sabendo que os protetores dos animais se manifestariam, fez a seguinte trama: marcou a apresentação para votação da lei num dia de julho, mas fez um chamado urgente e marcou a reunião às pressas, mais cedo. Os únicos avisados foram os demais deputados. Ou seja: não havia defesa.

Os animais não tiveram oportunidade de ter pessoas que os representassem.

Quem poderia responder por eles? E aconteceu o que mais temíamos: houve 32 votos contra os animais e apenas 2 a favor. Os animais agora poderão ter olhos e dentes arrancados e cortados em vários pedaços para fazer o tal Banho de Sangue. Os animais que não servem mais para o ritual são mortos a sangue frio, conscientes e sem qualquer anestesia.

Assine a favor da defesa da vida animal. Ajudem a Lei de Proteção Animal. É rapido, só preencher o formulário no link abaixo:

http://www.leideprotecaoanimal.com.br

Não podemos deixar uma barbaridade dessas assim.

Precisamos de 500 MIL assinaturas.

Repassem para o máximo de pessoas!

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. André HP 3 de junho de 2010 18:40

    Temos uma moral cristã que condena diversas minorias e apoia um sistema econômico que gera muita miséria.

    Portanto, a justificativa cultural é forte. A crença permite que você sacrifique animais. É a liberdade de religião. Vale o mesmo pro Santo Daime.

    Abraço.

  2. nina rizzi 3 de junho de 2010 19:21

    sim, andré, vc tem razão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo