Arte e dinheiro

“A arte, por encomenda ou não, tem de ser desinteressada, em seu momento de concepção, de preferência mantendo-se assim até a hora do parto. Não sei, mas sei pouco de tanta coisa, se é possível fazer uma labuta artística de outra maneira.” De Tom Zé, em seu blog.

aqui

ao topo