Árvore do Livro

Oh! Bendito o que semeia
Livros… livros à mão cheia…
E manda o povo pensar!
O livro caindo n’alma
É germe – que faz a palma,
É chuva – que faz o mar
(Castro Alves)

O poema acima é só para ilustrar uma iniciativa muito bacana chamada Árvore do Livro. A ideia é fazer da árvore não só produtora de frutos, mas também de livros. Tudo de graça.

Vários livros serão pendurados numa árvore situada no porto de São Pedro, o belo Porto do Roçado, em Macau. O cidadão ou a cidadã chega, pega o livro e leva. Simples mesmo. O único compromisso, firmado com a sua consciência e bom senso, é lê-lo e depois repassar para que outra pessoa também possa lê-lo e assim formar uma corrente de leitura.

A Árvore do Livro é uma realização da 93,5 FM Solidariedade e Rádio Macauense. A pegação de livros será nesta quarta-feira (13), a partir das 18h30, na sede da 93,5, no bairro do Porto de São Pedro.´É bem provável que quem não comparecer no horário fique sem seu livro ou espere o outro ler.

Um dos coordenadores do projeto, Marcelo, lembrou que em Macau não há uma livraria sequer ou comércio que venda livros. Mas já teve, em 1909 – há exatos 100 anos. Segundo Marcelo, naquela época, em Macau, se lia em português e francês.

Esta árvore retrata bem o poema de Castro Alves acima. Parabéns aos macauenses e aos realizadores deste que, espero, seja proveitosa e renda frutos… ou livros.

Acredito que música, literatura e esporte são ansiolíticos dos mais eficazes; que está na ralé, nos esquisitos e incompletos a faceta mais interessante da humanidade. [ Ver todos os artigos ]

Comments

Be the first to comment on this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP