Geral

Pílulas para o silêncio

(PARTE VII) Toda realização pessoal é uma obra do império do egoísmo. *** Quando caço estrelas, colho navegos. Quando navego, ...
Geral

Pílulas para o Silêncio (Parte VI)

Na casca da esperança, o casulo da espera. No miolo da espera, a febre da apatia. *** Toda vez que ...
Geral

Pílulas para o Silêncio (Parte V)

PÍLULAS PARA O SILÊNCIO (PARTE V) De tanto crer no destino, ele construiu a tapera da espera no terraço dos ...
Poesia

Poema do Sábado

DESASSOSSEGO Manhã: A remela da insônia, No gargalo da memória, No empunho do chicote, Na algibeira do remorso. Tarde: O ...
Poesia

Sagrado chão

Há um pouco de sagrado No solo que nos fez gente. Há um pouco de sagrado Nesse chão que me ...
Geral

Pílulas para o Silêncio – Parte IV

Escrever e (d)escrever é minha sina. Trágica, infinda e lírica sina. *** Onde houver um gole de tristeza existirá um ...
Geral

Pílulas para o silêncio

(PARTE III) Do mar, hei de herdar o silêncio das profundezas. Dos rios, o silêncio agourento dos remansos. E, das ...
Geral

Pílulas para o silêncio

PÍLULAS PARA O SILÊNCIO (PARTE II) Sua boca era tão túmulo, que todos os seus segredos apodreciam, a céu aberto, ...
Poesia

Clauder Arcanjo

Paro… Quando o tempo avança, sem freio, nem contradança. Quando a poesia cala, sem público, nem sala. Quando o real ...
Geral

Pílulas para o silêncio (PARTE I)

Passou a ouvir tão bem que falava cada vez menos, e sentia cada vez mais. *** Certa noite, dirigiu os ...