Auto de Natal nos 411 anos de Natal

Foto Canindé Soares

Bonito o espetáculo do Auto de Natal com base no evangelho apócrifo de Tiago. Belos figurinos e boa música comandada pelo Danilo Guanais. Espetáculo com a participação de mais de trezentos figurantes numa mise- en- scène com belas imagens, coreografias num cenário futurista. Destaque para a sempre competente Diana Fontes, na coreografia. O figurino estava muito bonito.

O show começa com imagens de Nazaré e Egito, palcos onde Jesus viveu e foi perseguido. Depois abre o hemisfério num efeito cênico belo. Senti falta de uma apoteose maior quando do nascimento do menino Jesus. A ênfase na história de Maria é correta. Jose tem uma bela voz e excelente desempenho. Belos corais completam um espetáculo grandioso.

Após o Auto de Natal entra o “Macaxeira Jazz” num show mediano sem muitos destaques. Em seguida Khristal lamentando que sua baixista teve um problema de saúde e precisou ir para o hospital. A prefeita Micarla recebeu uma bela vaia ao ser mencionada por Khristal nos agradecimentos. Khristal canta vários Cocos e faz um pou porri do grande Jackson do Pandeiro e termina seu belo show num veemente protesto. “ De que lado mora seu preconceito. Atrás dessa ponte eu vou lhe mostrar…” Ponte que não é feita de concreto nem de ferro, mas de preconceitos… Bravo, Khristal. Diga a Zé para ficar mais escondido. Ele é só o produtor. Durante o seu show víamos Zé dando bronca no rapaz do som.

A noite termina com o grande Show de Roberta Sá. Demorou muito a começar, mas valeu a espera. Sá e sua elegância vestindo um longo brilhoso desfiou seu belo repertório composto essencialmente de sambas. Um show perfeito terminou com dois grandes sambas enredos. Robertinha ainda não dança muito bem, mas tem um belo jogo de braços e grande expressividade interpretativa. Dancei bastante, nas tive que me deslocar algumas vezes para fugir da fumaça e do abafamento…

O Machadão lotado com muitos jovens cantando e dançando fizeram dessa festa de Natal uma bela noite de gala e de aniversário. Parabéns Natal.

Físico, poeta e professor [ Ver todos os artigos ]

Comentários

Há 2 comentários para esta postagem
  1. João da Mata 26 de dezembro de 2010 23:42

    Obrigado amigo Marival. Que maravilha um leitor da sua estatura intelectual. Meu leitor durante tanto tempo. Desde o tempo da lista de bibliófilos, passando pela nossa querida ciranda até o bar de ferreirinha.

    O professor Marival também tem um excelente blog http://sertanejoprofessor.blogspot.com/

    Corrija aí meu amigo Tácito. Em vez de Sandrinha, leia-se Robertinha. Sabe Deus de onda saiu Sandrinha!
    Repito: uma das maiores cantoras do Brasil. No encerramento do ENE assisti a mais um show dela. Estava ao lado de Paulinho da Viola, que comentou: – grande cantora.

  2. Marival Martins 26 de dezembro de 2010 20:54

    Caro professor João da Mata, acho que você cometeu um trocadilho (reparável) ao se referir a Roberta Sá como “Sandrinha” ou será que a bela cantora tem também o nome de Sandra ?
    Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo