Avalanche Literária

Por Charles M.Phelan

Aos prezados escritores de prosa e poesia,

Gostaria de ver nossos escritores arriscando mais em suas contribuições relacionadas à prosa. Não conheço, embora saiba de sua existência, a prosa de Carlos de Souza, Alexis Peixoto, Alex de Souza, Nelson Patriota, mas gostaria, deveras, de ver uma enxurrada da boa prosa para o deleite de todos. A democratização da arte escrita.

Já conheço o trabalho excelente de Gustavo de Castro e recomendo POEMAS VIS. Laurence Bittencourt, você está intimado a enviar seus contos novamente. Fernando Monteiro, não faça como Belchior, não suma! Mande sua prosa, amigo. Pablo Capistrano sinta-se igualmente citado a responder esta convocação mandando sua prosa. Outrossim, Nelson Patriota poderia nos agraciar com um conto do seu trabalho recém lançado.

Por fim, o convite à nos entreter com sua prosa, não recai apenas nos acima mencionados, mas serve para todos os que sintam algum potencial literário e sonham, e que tenham coragem de se expor.

“The aim of every artist is to arrest motion, which is life, by artificial means and hold it fixed so that a hundred years later, when a stranger looks at it, it moves again since it is life”(A meta do artista é capturar inquietação, no qual é a vida, por meios artificiais e sustentá-la de modo tal que cem anos mais tarde, ao olhar de um estranho, inquiete-se novamente, já que é vida) William Faulkner.

“Life is an Experiment” (A vida é um experimento) Ralph Waldo Emerson.

Abraços,

ao topo