Baianidade nagô

A baianidade nagô pode se orgulhar da capoeira, do acarajé, do axé herdado do lundu, da guitarra baiana, de Caymmi, Jorge Amado, tropicalistas e por aí vai. Mas o famoso trio elétrico de Dodô e Osmar é patente francesa. Isso mesmo, meu rei. Enquanto o baiano tomava água de coco em Itapuã ou dava a volta no trio cantando Quebraê, quebraê, olha o asaê, alguns franceses espertos patentearam a ideia de Dodô e Osmar e lucram alguns milhões de reais todo ano. Mas, como manda a filosofia baiana, deixe o assunto pra amanhã. Fosse aqui, os novos heróis tuiteiros escurraçavam os franceses dessa província metida a besta.

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 17 =

ao topo