Balanço do CINE PE: Chuvas, celebração e premiação controversa são protagonistas

A animação Tempestade, de Cesar Cabral, ganhou o prêmio de Melhor Curta-metragem em 35mm

Por Heitor Augusto, enviado especial a Recife

No desenvolvimento do enredo do 15º Cine PE – Festival do Audiovisual em Recife, que terminou na sexta-feira (6/5), a chuva foi a principal personagem. Em três dos sete dias de festival, ela roubou as atenções, impedindo a chegada dos espectadores ao Teatro Guararapes, atrasando ou cancelando, indiretamente, uma sessão. Com o nível quase recorde de precipitações no estado, o que casionando um trânsito digno de São Paulo, o festival teve de se desdobrar para que 2011 não fosse o ano das recordações negativas.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ao topo