Bandeira branca, amor

Por Nuno Ramos

Alvo de protestos de pichadores, jornalistas e militantes da causa animal, o trabalho “Bandeira Branca”, de Nuno Ramos, foi desmontado na 29ª Bienal de São Paulo, por determinação do Ibama, que o havia autorizado. O artista faz uma defesa da legalidade da obra e reflete sobre consensos e rupturas inerentes à atividade artística.

aqui

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 15 =

ao topo