bandeiriana, pensando em cecília m.c.

te chamasse irmã, irmão, que sabia eu
além da palavra encardida, a primeva verdade?

te chamasse irmão, irmã, saberia aquém
o eu te amo como um pássaro morto?

te chamasse e aceitasse, amor,
tudo ia e vinha, belobelo, água forte.

uma rua de auroras, união
de todas as verdades. belas, ásperas. in-findas.

Comments

There is 1 comment for this article
  1. Jarbas Martins 3 de Julho de 2010 19:24

    amo os teus poemas bandeirianos e cecilianos, e tão nina rizzi. beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Go to TOP