Bartleby, O Escriturário

Tá tão difícil achar alguém lendo Melville, que vale a pena prestar atenção um pouquinho quando isso acontece.

Aqui, Rodrigo Sérvulo passa os olhos sobre a noveleta do cidadão.

http://www.cartapotiguar.com.br/?p=2377

Neste outro artigo, Bartleby’s Poetic Narrator, o autor, Michel Aaij, faz uma interessante análise sobre os nomes dos personagens na história.

http://bama.ua.edu/~sigmatau/texts/bartleby.html

Jornalista, com passagem por várias redações de Natal. Atualmente trabalha na UFPB, como editor de publicações. Também é pesquisador de HQs e participa da editora Marca de Fantasia, especializada em livros sobre o tema. Publicou os livros “Moacy Cirne: Paixão e Sedução nos Quadrinhos” (Sebo Vermelho) e “Moacy Cirne: O gênio criativo dos quadrinhos” (Marsupial – reedição revista e ampliada), além de várias antologias de artigos científicos e contos literários. É pai de Helena e Ulisses. [ Ver todos os artigos ]

Comentários

There is 1 comment for this article
  1. Jarbas Martins 18 de janeiro de 2011 8:20

    Boa dica, Alex.Concordo com você: está tão difícil encontrar alguém que lê Melville.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 11 =

ao topo